Modalidades

Componentes Criticas Futebol

Componentes Criticas Basquetebol

Componentes Criticas Andebol

Componentes Criticas Voleibol

Componentes Criticas Atletismo - 1º Período

Componentes Criticas Atletismo - 2º Período

Componentes Criticas Atletismo - 3º Período

Componentes Criticas Ginástica

Componentes Criticas Mini-Trampolim

Componentes Criticas Badmington

História das Modalidades

História Futebol

História Basquetebol

História Andebol

História Voleibol

História Atletismo

História Ginástica

História Badmington

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Componentes Criticas - Atletismo 3º Período - Salto em Comprimento e Altura

Salto em Comprimento

O salto em comprimento é constituído por 4 fases
 
Corrida de Balanço:
- Aceleração progressiva (velocidade máxima possível nas 3 últimas passadas);
- Apoios activos sobre o terço anterior dos pés;
 
Chamada:
- Penúltima passada curta e passada final mais longa o que provoca o assentamento sobre o calcanhar e o baixar do centro de gravidade com o tronco ligeiramente inclinado atrás;
- Apoio em “griffé” (da frente para trás);
- Elevação da coxa da perna livre até à horizontal após a chamada;
- Projecção da bacia em frente.
 
Suspensão:
- Rotação sagital dos braços da frente para trás;
- Elevação e extensão dos joelhos, após uma fase de puxar para cima a perna livre;
- Puxar a perna de chamada para a frente e para cima.
 
Queda:
- Recepção a 2 pés paralelos;
- Joelhos flectidos e junto ao peito;
- Puxar os braços e tronco para a frente.
 
Aqui fica um video a exemplificar um salto em comprimento
 
Salto em Altura
O salto em altura é constituído por 4 fases
 
Corrida de Balanço:
- Deve ser progressivamente acelerada, com um ritmo crescente até à chamada,
- Ter o tronco colocado na vertical, nas três últimas passadas
- Em termos de orientação lateral, nas últimas quatro passadas deve-se procurar uma inclinação de todo o corpo para o interior da curva,
- Realizar oito a doze passadas, com a particularidade muito importante de as últimas quatro ou cinco serem efectuadas em curva.
 
Chamada:
- Colocar o pé de chamada apoiado com toda a sua planta, de forma rápida e activa, no alinhamento da corrida em curva,
- Ter sempre presente que o MI de chamada realiza um movimento de extensão activa das suas três articulações: pé, joelho e anca, formando no início e no final da chamada, um alinhamento total com o resto do corpo,
- Subir rápida e activamente a coxa e o MI livre, terminando paralela à fasquia ou com o joelho apontado ligeiramente para o interior da curva;
 
Transposição da Fasquia:
- Envolver a fasquia, em primeiro lugar, com o MS condutor, do lado do MI livre;
- Elevar as ancas durante a transposição da fasquia, como fazendo a ponte no ar;
- Quando as ancas passam a fasquia, levar a cabeça ao peito e estender os MI.
 
Queda:
- Cair sobre a zona dorsal superior e com a protecção dos MS;
- Manter os joelhos separados afim de evitar traumatismos.
 
Aqui fica um video a exemplificar um salto em altura
publicado por Vamos Fazer Educacao Fisica às 16:33
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
23
25
26
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

links

subscrever feeds